Fotopoema 2

Dos teus pálidos dedos delicados
Uma alada canção palpita e ascende,
Frases que a nossa boca não aprende,
Murmúrios por caminhos desolados.

Florbela Espanca (trecho de Mistério)

Anúncios
Comments
3 Responses to “Fotopoema 2”
  1. cris c. disse:

    xiiii. deu problema com a foto, não aparece. arruma aí, vai. a gente quer babar na carol. =)

  2. cris c. disse:

    consegui ver clicando em cima. esse lance de nuca é um tesão mesmo, né? adorei.

  3. Márcia disse:

    Amo imagens que me roubam a fala e a expressão verbal. Divina !
    vontade louca já de ver a próxima página

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: