Fotopoema 1

DSC_0073-2-600

Eu sou a que no mundo anda perdida
Eu sou a que na vida não tem norte
Sou a irmã do Sonho, e desta sorte
Sou a crucificada… a dolorida…

[…]

Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
Alguém que eio ao mundo pra me ver
E que nunca na vida me encontrou!

Florbela Espanca

Esta foto, primeira de uma série, é fruto de uma idéia da Carolina Waltrich, apaixonada por Florbela Espanca. Um dia, quando líamos juntos a poeta portuguesa, Carol sugeriu que tentássemos traduzir em imagens a emoção contida em alguns dos poemas.

Anúncios
Comments
3 Responses to “Fotopoema 1”
  1. Márcia disse:

    Será perfeito , olhar e respiração compaçados em imagem. Que boca maravilhosa, essa mulher emana bondade.

  2. cris c. disse:

    “Tudo no mundo é frágil, tudo passa …”
    Quando me dizem isto, toda a graça
    Duma boca divina fala em mim !

    E, olhos postos em ti, digo de rastros :
    “Ah ! Podem voar mundos, morrer astros,
    Que tu és como DeusA : Princípio e Fim ! …”

    ********
    musas não decepcionam nunca. fato. a foto tá linda. gostei da composição, das cores, da ausência de brilho. me passa um ar de ‘mistério’. manda mais. =)

  3. Hot Spot disse:

    Linda tradução fotográfica…

    Na boca, então…

    Lindas fotos…

    Aliás…lindo blog….

    Gosto muito da sua percepção…

    Hot Spot no msn: hotspotonline@hotmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: